segunda-feira, 10 de outubro de 2016

O jardim de inverno

Tenho um sonho de ter um jardim de inverno em casa. Lembro de estar com meus pais visitando uma casa que pensavam em alugar, e a casa tinha um jardinzão no meio dela. Aquilo me marcou. Eu queria morar naquela casa, ou melhor, naquele jardim. Não nos mudamos para lá, mas o sonho ficou na minha cabeça desde então.

Nunca morei nem mesmo numa casa com varanda, outro sonho. Na verdade, esse sonho é menor do que o do jardim de inverno, mas já seria bacana ter uma varanda, afinal eu queria poder colocar plantas e uma rede num espaço, ainda que minúsculo, que eu pudesse chamar de MEU JARDIM DE INVERNO.



Quando estava procurando apartamento para alugar, quase fiquei com um que tinha uma varanda grande, bem bacana. Certamente me daria um trabalhão porque tinha vidros enormes para limpar, e o apartamento tinha outros inconvenientes, mas ainda assim me chamou ao coração. Não que eu não ame o apartamento em que moro, ele só não tem... bem, vocês já sabem.

Ainda durante minhas buscas, me lembro de ter visitado à noite, depois do trabalho, um apartamento incrível, e o danado bem que tinha uma varanda-mini-jardim-de-inverno. Mas era impossível morar lá porque eu jamais conseguiria dormir: nunca vi nada mais barulhento que o tal apê em toda a minha vida. Não à toa, o valor do aluguel estava desproporcionalmente barato em relação a outros aptos menores e menos bonitos.



Esta semana, estive na casa de uma amiga, um apartamento que eu não conhecia, mas sabia que havia passado por uma reforma bacana. Qual não foi minha surpresa ao me deparar com o jardim de inverno dela, feito a partir de uma... área de serviço. 

Confesso que fiquei aliviada, pois me parece mais fácil conseguir um apê com área de serviço do que com jardim de inverno. Portanto, me deem uma área de serviço, que dela farei um jardim de inverno. E tenho dito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário